Parar de fumar definitivamente: técnicas e dicas

Você já parou para pensar que ninguém gosta de fumar? Essa frase pode parecer um tanto falaciosa, principalmente se você fuma. Eu fumo para aliviar o estresse. Ou então: eu fumo porque quero. Se quisesse, poderia parar.

Como você verá nesse texto, apesar de muito comuns, essas frases apenas repetem concepções erradas sobre o ato de fumar. Qualquer pessoa que está tentando se livrar do vício tem, em seu passado, um histórico de inúmeras tentativas – todas fracassadas.

parar de fumar definitivamente

Este artigo tem uma proposição: ao final dele, você terá repensado todo a sua experiência com o cigarro. E como a nicotina age em seu corpo e faz com que você passe sua vida agredindo seu corpo e ainda tendo o prazer de pagar por isso.

É fundamental compreender quais são os mecanismos de ação que o cigarro desperta em seu organismo. Assim, quando você tiver apagado seu último cigarro, ao invés de começar a se sentir triste, você verá uma pequena fagulha de transformação na sua vida. E essa fagulha, com o tempo, se transformará em um fogo de grande intensidade. E esse fogo não é metafórico. Haverá um dia, quando você estiver livre do vício, que as pequenas melhoras que você teve desde que largou o cigarro se assomarão. E então você irá sorrir: como é bom estar livre de um vício!

Para começar: orientações gerais

Você sabe qual a diferença entre eficiência e eficácia? De maneira simples, eficiência diz respeito a fazer certo as coisas. Já eficácia refere-se a fazer as coisas certas. Mas o que isso tem em relação com o ato de parar de fumar? Simples. Para parar de fumar, é necessário que você desenvolva uma estratégia que seja tanto eficiente como eficaz. Mas como fazer isso? Abaixo, seguem algumas orientações.

Estude suas tentativas anteriores

As tentativas anteriores de parar de fumar não devem ser vistas como um fracasso. Antes disso, você deve vê-las como um estágio necessário para se tornar um não-fumante. Cada tentativa oferece informações valiosas. Por isso, utilize a memória e tente responder às seguintes questões: nas tentativas anteriores, por que você fracassou? Como você pode impedir que isso ocorra dessa vez?

Ter esse conhecimento será fundamental para lidar com os primeiros dias, que geralmente são quando a abstinência faz com que muitos fracassem na empreitada.

Situações mais comuns para acabar voltando a fumar:

  • Encontros sociais;
  • Bebida alcoólica;
  • Situações de estresse;
  • Tédio.

Isso significa que eu não vou poder encontrar meus amigos, beber, ficar estressado ou entediado?

Fácil seria se todas essas situações estivessem dentro do nosso controle. Mas infelizmente, não podemos evitar que imprevistos ocorram ou que o estresse do dia a dia acabe nos afetando. E aqui está um ensinamento valioso:

VOCÊ PRECISA SER UM NÃO FUMANTE A DESPEITO DAS ADVERSIDADES DA VIDA E NÃO FUMAR PARA TENTAR COMBATER, DE MANEIRA INSATISFATÓRIA, OS PERCALÇOS QUE A VIDA NOS IMPÕE.

O que isso quer dizer? Simples: aceite como um fato que, para viver, você não precisa do cigarro. E não veja o ato de parar de fumar como um esforço titânico. Por que ele não é.  O que acaba fazendo com que parar de fumar seja um ato percebido como difícil é a dependência criada pela nicotina.

Infelizmente, métodos tradicionais de secessão acabam sendo extremamente ineficazes. O método da força de vontade apregoa que se você ficar tempo o suficiente sem fumar, eventualmente a vontade passa. Porém, inerente a esse método, se encontra a ideia de que parar de fumar é uma privação e o processo para alcançar isso é um caminho repleto de sofrimento. Mas será que isso é verdade?

LEIA TAMBÉM  Como Parar de Fumar

Para de fumar não é algo simples de ser feito, isso temos que admitir. Caso contrário, o número de ex-fumantes no mundo seria imensamente maior. Mas simplesmente achar que se você ficar tempo suficiente sem fumar eventualmente a vontade irá passar é perigoso. Antes disso, faz-se necessário que você combata e explore os mecanismos que fazem com que você ainda continue fumando e, mais importante, o vício psicológico.

Vencendo a dependência psicológica

Mesmo quando os efeitos da dependência física já tiverem passado, a dependência psicológica causada pela nicotina pode trazer problemas. As refeições já não parecem ser as mesmas sem aquele cigarro para acompanhá-las. Ou então você sente que não consegue aproveitar as saídas com os amigos sábado à noite sem um cigarro.

Tudo isso engloba os problemas da dependência psicológica: o cigarro, tão costumeiramente utilizado em determinadas situações, parece indispensável para que você possa aproveitá-las.

Contudo, é importante destacar que essa dimensão do vício pode ser eficazmente combatida. E isso é feito por meio da realização de que o cigarro é apenas uma muleta torta. Uma muleta que, ao invés de auxiliar nos problemas da vida, apenas acaba fazendo com que eles se tornem piores.

Faça o teste: acenda um cigarro e preste atenção a todos os seus atos. Perceba o gosto amargo do tabaco em combustão que impregna em seu corpo, roupas e mãos. Sinta o seu coração bater mais rápido devido aos efeitos da nicotina. Tenha consciência de que essa é uma das razões pelas quais fumantes têm uma maior probabilidade de sofrer de problemas relacionados ao coração e à circulação.

Passe então a sua atenção para o pulmão, o órgão mais afetado pelo cigarro. Perceba como ele luta, perseverante, enquanto você deliberadamente envenena o seu corpo com mais de quaro mil substâncias tóxicas. A cada trago você está sufocando conscienciosamente todo o seu corpo. Será que isso vale mesmo a pena? O esforço de se matar um pouco a cada dia? Você não fica curioso em saber quais são os benefícios que uma vida sem cigarro pode trazer? E eles são muitos e também muito perceptíveis. Maior energia, disposição, melhora no humor.

Você sabe que consegue ver o que há do outro lado do muro. Tudo que basta e que você escale-o sem nunca perder a perseverança.

Infelizmente, os efeitos do cigarro na saúde aparecem de forma gradativa. Cada cigarro fumado contribui um pouco mais para destruir seu organismo, mas o efeito não é tão claro imediatamente após você apagar o cigarro.

Porém, de cigarro em cigarro, os efeitos vão se acumulando. Logo, você terá dificuldades enormes para respirar. Sua chance de desenvolver câncer é infinitamente superior que a de um não fumante. Isso sem contar as pessoas que você acaba sufocando também por causa da inalação passiva da fumaça de cigarro.

Não se esqueça: pratique esportes e mantenha uma dieta equilibrada

Esses dois pontos também apresentam uma importância vital para quem quer largar o cigarro definitivamente. Os exercícios físicos ajudam você a esquecer da abstinência e superá-la. Já uma alimentação adequada fornece a energia necessária para manter o foco no seu projeto.

Auxílios para parar de fumar

Felizmente, hoje existem diversos recursos que têm como objetivo auxiliar o fumante em secessão. Algumas das ferramentas que podem ajudá-lo a ter sucesso são:

  • Livros

Um livro pode me ajudar a para de fumar? Infelizmente, não podemos assegurar isso. Mas, se o livro tem objetivo de ajudá-lo a parar de fumar, qual o mal que ele poderia fazer? E, na realidade, muitas pessoas conseguiram parar de fumar após a leitura de livros com esse objetivo específico. Um livro acaba sendo um instrumento interessante porque, muitas vezes, ele ajuda na compreensão dos mecanismos que perpetuam o vício. Conseguindo quebrar esses mecanismos, você finalmente estará livre.

  • Fóruns online
LEIA TAMBÉM  Simone Biles revela uso de medicamento para tratar TDAH

O relato de ex-fumantes também pode ter uma importância fundamental se você está tentando parar de fumar. De maneira geral, esses relatos acabam encorajando quem está procurando parar de fumar. Você irá perceber que existe uma vida depois do cigarro – e que ela é muito melhor do que você jamais poderia imaginar!

  • Apps

Aplicativos para celular também podem te ajudar a parar de fumar. Eles apresentam recursos que permitem que você acompanhe o tempo que está sem fumar, quais foram os benefícios que você já teve e gratificações que lhe ajudam a manter sua decisão firme. Ainda permitem que você interaja com outros usuários, como é o caso do QuitNow, que faz a experiência mais passível de alcançar o sucesso.

  • Grupos

Participar de grupos que têm como objetivo para de fumar pode ser algo muito útil. Por meio da troca de experiências, você acaba percebendo que o que está tendo que enfrentar é similar ao que muitas pessoas têm que passar. E, se muitos já conseguiram parar, por que você não conseguiria?

  • Ajuda individualizada (tratamento para parar de fumar)

Muitos são os métodos utilizados para parar de fumar. É importante ter o conhecimento do que pode funcionar para alguém não necessariamente funcionará para você. E, para descobrir qual é a melhor maneira de você parar a solução mais eficiente é por meio da ajuda individualizada.

 Tratamento para se livrar do cigarro deve ser feito junto a profissionais. Na fase inicial, é realizada uma avaliação clínica, que determina o grau de dependência do paciente, podendo escolher um tratamento adequado ao seu caso.

Existem várias opções de tratamento para parar de fumar. É possível que o médico solicite que o paciente faça terapia e indique o uso de medicamentos para controlar a abstinência.

Conclusão: parando de fumar definitivamente

Se você chegou até aqui, parabéns! Isso mostra um real interesse em parar de fumar. Como você viu, é importante montar uma estratégia própria para poder lidar com uma vida sem o cigarro. Importante também é você criar uma estratégia para os momentos de fissura, aqueles em que a vontade de acender um cigarro é muito grande.

Ao parar de fumar, seu corpo estará completamente livre da nicotina entre duas e três semanas. Porém, mesmo após esse período ainda há um problema muito maior que deve ser enfrentado: a dependência psicológica.

Combater os clichês ligados ao ato de fumar é fundamental para superar essa faceta mais desagradável do vício. Fumar não te faz uma pessoa mais feliz (muito pelo contrário), não deixa você mais relaxado, não cura o tédio, não te dá mais confiança. Isso tudo é uma ilusão.

Tudo o que um cigarro faz é deixar você com vontade de acender um próximo cigarro… e um próximo. Até o momento em que seu médico falar que você não tem escolha senão parar de fumar. Melhor parar de fumar enquanto você ainda tem escolha, não?

Por fim, saiba que você não está sozinho na luta contra o cigarro. Atualmente, diversas ferramentas permitem que você esteja a um passo mais próximo da liberdade. Aproveite-as!

Você também poderá se interessar por…

>> ISRS: Inibidores de captação de serotonina

>> 5 Locais Abertos que ajudam a combater a depressão em Curitiba

>> Ansiedade: o que é, transtornos, fatores de risco e tratamento